quarta-feira, 31 de julho de 2013

noite nº 8

no escuro das horas
o instante que você adentra
minha cabeça flutua
meu corpo se desprende
feito teu suor
e pinga
e inunda o espaço
que não há
entre tua carne e a minha
quando eu
sou devorado.
para Miguel

domingo, 28 de julho de 2013

noite nº 7

no teu peito
eu esqueço
tudo e tempo
- os segundos e as horas
que os ponteiros não contam -

me tatuo em tua pele
trago o teu cheiro
me desenho em tua cor
e nos pelos da tua barba
e nos olhos:

todo o mundo resumido:
você e eu.
para Miguel

quarta-feira, 17 de julho de 2013

noite nº 6

não quero que teu cheiro se esvaia
de mim
e dos lençóis.

não quero outro perfume
que não seja o teu suor.
sobre minha pele:
tu.
para Miguel

domingo, 7 de julho de 2013

noite nº 5

eu me perco
nos teus olhos sobre mim:
frágil e nu
e entregue.

eu me entrego
aos teus olhos sobre mim:
famintos,
álcool e paisagem.
para Miguel

sexta-feira, 5 de julho de 2013

noite nº 4

nem eu nem você somos
nesse fim
em que a hora se faz morta
e os vultos,
as linhas tortas,
as paredes fechadas.
silêncio é o som
dos meus olhos.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

noite nº 3

meu coração aberto
e minhas pernas:
- ouço a invasão!
tomam posse
de cada canto e recanto,
dos músculos aos ossos
e até do que não é próprio
mas ainda sou.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

noite nº 2

pela manhã
não te reconheço,

nem os cheiros,
nem a pele.
- suspiro -
se der sorte
lembro-me de mim
e do que serei
nos próximos instantes.

terça-feira, 2 de julho de 2013

noite nº 1

quando você me mela
da boca ao peito
a língua fervente
e os dentes
e a pele exausta.